Previsões do Preço do Ouro para 2012

| Abril 25, 2012 | 0 Comments

Previsões do Preço do Ouro para 2012

Depois de ganhar 10 % o ano passado, os preços do ouro estão bem posicionados para aumentar 21 por cento este ano, estendendo a corrida de crescimento a um período de 12 anos consecutivos. Como os investidores acumulam o metal precioso, os bancos centrais estão a aumentar as suas reservas pela primeira vez em muitos anos. A corrida começou em 2001 e é atualmente a mais antiga desde 1920 segundo os dados de Londres. Vários eventos globais levaram a procura a aumentar e a tendência deve continuar até o fim do ano.

O Bloomberg Link Precious Metals Conference foi realizada em Nova York há relativamente pouco tempo e catorze participantes responderam a um inquérito emitido durante o evento. Com base na média das suas respostas, os preços para o ouro em barras pode aumentar para 1.897 dólares por onça até 31 de dezembro em Nova Iorque. No final do ano passado, o preço ficou em 1.566,80 dólares por onça. A crise da dívida europeia, desacelerou o crescimento económico da China, e baixas taxas de juros à volta do mundo estão a aumentar a procura.
Por três anos consecutivos, os bancos centrais têm sido compradores líquidos do metal precioso. De acordo com dados do World Gold Council, esta é a maior tendência de compra para as instituições desde 1973. O economista chefe Martin Murenbeeld da DundeeWealth Inc. acredita que a insegurança sobre se o euro vai existir nos próximos anos é responsável pelas compras recentes de ouro pelos bancos centrais.
O Sr. Murenbeeld afirmou que numa mudança global, “o ouro tornou-se num investimento, numa classe de ativos [de acordo com a Bloomberg].” Ele acredita que no futuro, ele será acumulado. Na terça-feira, os negócios da bolsa de participações de fundos apoiados por este metal atingiram um recorde de 2.410,2 toneladas métricas, segundo dados da Bloomberg. Este ano na Comex de Nova Iorque, os futuros de ouro já aumentaram 6,5 por cento, enquanto o 24-commodity S&P GSCI Spot Index aumentou 9,5 por cento e o índice MSCI All-Country World Index de ações apreciou 11 por cento.
Para incentivar o crescimento da economia dos EUA, a Reserva Federal manteve a taxa de juros perto de zero por cento e envolvido em duas rodadas de flexibilização quantitativa. Este pormenor aumentou a procura do metal precioso como uma proteção contra a queda do dólar e a inflação. A Grécia anunciou recentemente a maior reestruturação de dívida soberana na história e na Irlanda e Portugal também têm procurado socorro. O ouro oferece “a proteção final de desvantagem ” em situações como esta, disse Rachel Benepe, co-gerente do First Eagle Gold Fund [de acordo com a Bloomberg].
A Senhora Benepe afirmou que a incerteza sobre o futuro e como lidar com ele levou muitos investidores a comprar o metal precioso. Alguns são movidos pela crença de que os bancos centrais irão fornecer estímulo monetário adicional para impulsionar o crescimento económico. Na conferência de ontem, Francisco Blanch, com o Bank of America Merrill Lynch Global Research, prevê que o preço do ouro vai chegar a 2.000 dólares por onça este ano, no seguimento do estímulo monetário do Federal Reserve de 800 biliões de dólares.
Ao final do dia, a avaliação da economia nacional foi aumentada pelo banco central dos EUA, tornando menos provável o estímulo adicional. Os preços do metal precioso caíram até 2,2 por cento. Os Futuros do ouro, para as entregas em abril caíram 0,3 por cento.

Enquanto o dólar aumentou dois por cento este mês, os preços do ouro caíram 2,4 por cento, mantendo-se abaixo do recorde de 6 de setembro de 1,923.70 dólares por onça.
Nos últimos meses, a taxa de crescimento nas explorações por parte de investidores privados e institucionais diminuiu, disse Tiberius Asset Management AG founder Christoph Eibl. Ele recomenda que os investidores “sejam oportunistas”, mas percebe que o metal precioso “não é um messias”. Pento Portfolio Strategies President Michael Pento expressa uma visão diferente na conferência, dizendo que a compra de ouro é “a única maneira de proteger a riqueza… pois é, provavelmente, o único dinheiro que é relativamente indestrutível.”

Na nossa o opinião, acreditamos que a cotação do ouro por grama irá continuar a aumentar nos próximos 3 a 5 anos até que o mercado finalmente se reorganize. Mas até muita tinta ainda vai correr por estas páginas.

Tags: ,

Category: Análises, Geral, Investir em Ouro

Leave a Reply

*


6 × four =