Como os Bancos Centrais Influenciam o Preço do Ouro

| Abril 1, 2012 | 0 Comments

Como é que os bancos centrais influenciam o preço do ouro?

 

O preço do ouro como protecção de um sistema falido?

Aparentemente o preço do ouro nada tem que ver com os bancos centrais, certo? Errado! Veja e reveja este documentário pelo menos umas 3 vezes e vai acabar por perceber que este sistema financeiro em que vivemos está completamente corrompido. Se o dinheiro aparece no sistema de forma tão leviana então é fácil perceber que o fim deste sistema como o conhecemos, não deve estar muito longe. Assim, e porque as pessoas acabam por perceber que o “dinheiro papel” pouco ou nenhum valor tem, a única forma de se refugiarem é através da aquisição de activos financeiros que têm valor per si. A história diz-nos que sempre que houve uma utilização abusiva das máquinas de impressão de dinheiro como aquela que é descrita aqui neste documentário, os investidores acabaram por se refugiar no metal amarelo – o ouro. E quando isso acontece, inevitavelmente, a cotação do ouro aumenta.

O que o FED tem feito nos últimos anos não é possível ser corrigido e vai continuar a ser feito de forma a proteger os grandes banqueiros, pois é o seu único interesse. Estas acções dos bancos centrais afectam-nos muito mais do que pensamos, pois fazem aumentar o preço dos bens que consumimos diariamente.

Podemos ainda concluir deste documentário que a inflação acaba por ser o mais injusto dos imposto, desenhado para pagar a desonestidade que é criação de dinheiro a partir do nada. Assim, podemos ainda afirmar que os bancos centrais cobram-nos um imposto oculto e acima de tudo, muito injusto.

O ouro como protecção contra a inflação

A única forma de nos protegermos deste imposto malicioso é através da aquisição de bens com valor intrinseco, como por exemplo, o ouro ou a prata e ainda terras.

Como exemplo claro deste papel protector analise connosco o valor do poder de compra do ouro nos últimos 2000 anos. Na Roma antiga, uma moeda de ouro – uma onça – comprava uma armadura a um soldado romano. Nos anos 70, a mesma moeda de ouro valia 35 USD, e daria para comprar um bom fato. Nos dias de hoje, a mesma moeda de ouro, vale cerca de 1700 USD e continua a poder comprar um bom fato a um homem.

O que se pode concluir? É simples, o ouro não é só um bom investimento como permite ainda manter o poder de comprar e constitui uma das melhores protecções contra o pior e mais nefasto imposto - a inflação!

 

 

Tags: ,

Category: Geral

Leave a Reply

*


four + 7 =